1665

Prefeitura Municipal de Ibirapuã

Pular para o conteúdo

Prefeitura de Ibirapuã adianta 13º dos professores e aquece economia local

Fonte: Ascom - PMI
25/06/2020 às 11h04

Noticia

Galeria com imagens e vídeos sobre a matéria


A Prefeitura de Ibirapuã antecipou 50% do valor do décimo terceiro salário aos educadores neste mês. Foram quase 150 mil reais a mais, injetados na economia da cidade. “Nesses tempos de pandemia, essa antecipação significa mais segurança para o profissional e fomento a economia local.” Detalha o prefeito Calixto Antônio Ribeiro.

Diferente de grande parte dos municípios, mesmo com a suspensão das aulas em prevenção ao coronavírus os profissionais da educação contratados e com extensão de carga horária, não foram dispensados. “Entendemos que os mesmos estão impedidos de trabalhar por motivos alheios a sua vontade, e sabemos o quanto isso representa na manutenção das famílias e da economia local. Assim, ao contrário do que muitos prefeitos fizeram estamos mantendo toda a folha, sem prejuízos aos trabalhadores. Alguns foram realocados para serviços de enfrentamento ao covid 19, como por exemplo as barreiras sanitárias e o reforço a vigilância sanitária. A decisão não é fácil tendo em vista a diminuição significativas da receita, mas manteremos desta forma enquanto houver viabilidade, vamos analisar mês a mês, a manutenção dos empregos é prioridade.”, Ratifica Calixto.

O Prefeito de Ibirapuã, Calixto Antônio Ribeiro, respeita cada centavo do dinheiro público e faz valer os direitos dos educadores. Só neste ano, foi concedido o aumento salarial de mais de 12%, mesmo o Fundeb não acompanhando o mesmo índice. Também foram concedidas as licenças prêmios e a implantação das 13 horas/ aulas. “Nem todo município garante esses direitos da categoria, mas aqui em Ibirapuã cumprimos tudo para valorizar essa categoria que é responsável pelo desenvolvimento da sociedade”, ressalta o prefeito Calixto Antônio Ribeiro.

Durante a Pandemia os kits de merenda escolar foram entregue em casa para os alunos da rede municipal de ensino. O Secretário Municipal de Educação Sérgio Mendes detalha a iniciativa. “Com a suspensão repentina das aulas, a merenda que estava em estoque foi separada em kits com 1 kg de arroz, 1 kg de feijão, 1 kg de macarrão, 1 pacote de biscoito, 1 pacote de leite em pó e 1 kg de carne, para atender toda a demanda dos alunos. A Prefeitura Municipal complementou comprando mais alimentos.” Disse Sérgio que completou. “A merenda da Rede Municipal de Ibirapuã tem qualidade, o cardápio é desenvolvido por uma nutricionista, adquirimos produtos da agricultura familiar e isso custa cerca de 40 mil reais todo mês, sendo que o valor repassado pelo Governo federal não chega a 20 mil reais mensalmente, o valor complementado pela Prefeitura com recursos próprios garante a alta qualidade dos alimentos”.